quarta-feira, 7 de junho de 2017

FIM DO FORO PRIVILEGIADO: MAIS UM GOLPE DO SENADO CORRUPTO SOCIALISTA PARA ENGANAR OS TROUXAS.




Parlamentares QUE DEVERIAM ESTAR NA CADEIA aprovaram mais um golpe na população ao sancionarem emenda constitucional que mantém prerrogativa apenas para os chefes dos Poderes; porém, no caso de prisão de parlamentares, o texto preserva a imunidade. No mesmo dia em que o Supremo Tribunal Federal começava a discutir a restrição ao foro privilegiado, o Senado aprovou por unanimidade uma emenda à Constituição para acabar com a prerrogativa, com exceção para os chefes de Poderes - presidente e vice-presidente da República; e presidentes da Câmara, do Senado e do STF. O texto, porém, blinda da prisão deputados federais e senadores. A PEC aprovada em segundo turno por 69 votos segue agora para a Câmara.
Os líderes do PSDB, PMDB, DEM, REDE e PT fecharam um acordo e retiraram da proposta a previsão de possibilidade de cumprimento de pena após condenação em segunda instância, diferentemente do estabelecido pelo STF desde novembro para qualquer cidadão. Mesmo sem foro, deputado federal ou senador só poderá ser preso se flagrado cometendo crime inafiançável, conforme já prevê a Constituição. Mesmo assim, será necessária a autorização de seus pares por meio de votação na Câmara ou no Senado.
“Havia um impasse desde a semana passada, mas houve um acordo e eu cedi para permitir a votação”, afirmou o relator do EMBUSTE, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Segundo o senador tacanho, a supressão do cumprimento da pena após condenação em segunda instância não causa qualquer efeito contrário à decisão do Supremo. “Para mim, está muito claro que existe uma resolução do STF que permite a prisão em segunda instância.” Assessores técnicos do Senado, no entanto, alegaram que a decisão dos parlamentares impede a prisão. Nenhum senador discursou contra a supressão do dispositivo.
Um Artigo que permitia prender parlamentares em segunda instância foi retirado e a prisão só deverá ocorrer em caso de crimes comuns e não crimes políticos como peculato, corrupção, enriquecimento ilícito, desvio de verbas e etc.
A Proposta segue para a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara onde a quadrilha espera aprovar a fraude do Foro Privilegiado. Esta é mais uma SACANAGEM do Crime Organizado para tentar ludibriar os idiotas e imbecis que ainda apoiam este sistema corrupto socialista. A proposta é uma piada de mau gosto e só poderia vir de uma ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA liderada por bandidos que tomaram Brasília de assalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário